Banho do cachorro

Banho do cachorro: Animais domésticos precisam ter higiene para se manter sadios e evitando a transmissão de doenças para quem convive com eles. O banho do cachorro é uma das formas de higienização dos cães  mais simples e comum, mesmo assim  é preciso ter atenção e cuidado.

Primeiro é preciso entender que, mesmo que o seu PET conviva dentro de casa, durma na cama, utilize o sofá, enfim, circule livremente e muito mais pela área interna, os hábitos deles são bem diferentes dos nossos, os humanos. Mais do que isso. As necessidades do animal são outras. É preciso frisar que os cachorros têm um cheiro característico deles, ou seja, o banho não deve ser pensado apenas para deixar o cãozinho cheiroso.

Portanto, não espere que ele vá estar todo o dia com o mesmo cheiro de quando saiu do banho no Petshop. É bem natural – e isso até demonstra que ele está bem – o seu cachorro ter um aquele cheiro típico da raça dele. Excesso de banho pode tirar a proteção natural que o próprio animal cria para evitar doenças, fungos e alergias.

O Pet Place listou as principais dicas, que são fruto das dúvidas mais recorrentes sobre banho de cachorro, para você garantir a saúde e o bem estar do seu animalzinho de estimação.

Quando o filhote deve começar a tomar banho?

O ideal é que o veterinário indique quando o filhote deve tomar seu primeiro banho. Assim como os bebês, os cachorros que acabaram de nascer precisam de uma avaliação profissional para saber o estado de saúde e se há algum tipo de limitação física para aquele pet. Não é recomendado banho em Petshop para animais que ainda não foram vacinados. De maneira geral, é a partir do segundo mês de vida a indicação para que os cães comecem a tomar banho. Mas essa é uma regra geral, tudo depende o que o médico veterinário irá avaliar para casos específicos.

Banho do cachorro de quanto em quanto tempo?

Esse é outra pergunta que tem uma resposta variável. Isso porque cada raça tem um tipo de pele, de pelagem e até de porte. Essas informações determinam a variação do tempo e quantidade de banhos do animal. Nunca será todos os dias e muito raramente a indicação será toda semana. Também é preciso ter conhecimento se aquele cão está com a saúde em dia, sem infecções na pele, sarnas, alergias, e etc. Doenças como essas podem piorar ou melhorar com a frequência de banhos, vai depender de como está o estado do bicho. Também, de uma forma geral, os banhos podem ser a cada 30 dias durante os períodos do inverno. Já no verão, é aconselhado dar banho nos cachorros a cada 15 dias, inclusive para refrescá-los durante os períodos intensos de calor.

Escovação do PET é também um ato de higiene

Você sabia que escovar os pelos do seu cachorro ajuda a evitar o mau cheiro e a deixá-lo limpo? Isso ocorre porque ao escovar a pelagem do animal células mortas são eliminadas e dessa forma evita a proliferação de fungos e bactérias. A escovação funciona como uma espécie de manutenção do banho e deve respeitar o tipo de raça e o tamanho do pelo, bem como ter uma escova adequada para as características do seu animal. Vale lembrar que deve ser feita sempre com paciência e carinho, para que ele goste e não se estresse com a atividade. Alguns chegam até traumatizar, portanto, bastante cuidado.  Antes do banho, inclusive, é indicado realizar a escovação para evitar que os pelos fiquem embolados e para que os produtos tenha maior fixação. Também, em regra geral, é adequado a escovação diária, mas consulte o veterinário para confirmar se o seu bichinho se adequa a isso.

Cuidado com os produtos para banho

É preciso selecionar bem os produtos para o banho do cachorro conforme o porte e tipo de pelagem dele. Também é preciso considerar se animal tem algum problema de pele. Um shampoo mais neutro, típico para animal é o mais adequado. Não é necessário usar muitos produtos para o seu PET. A quantidade tem que ser na medida e é preciso retirar todo o produto com água, fazendo um bom enxague. Lembre-se também de proteger os ouvidos do seu bichinho durante o banho.

Banho a seco para cachorro é bom?

Existem produtos especiais para o chamado banho seco, que pode ser uma opção para os cachorros que têm um mau cheiro mais constante. Mas eles podem ser utilizados com moderação e, se possível, sob recomendação veterinária. Vale lembrar que eles não substituem o banho com água e produtos especializados. É apenas uma alternativa para momentos específicos.

Como dar o banho do cachorro?

Além de usar os produtos adequados, é preciso ter carinho, paciência e atenção na hora do banho do seu animal. Essa higiene deve contemplar os olhos, os ouvidos, as patas, entre os dedinhos, as partes intimas, bocas e, inclusive, os dentes com a escovação com escova e creme dental específico. Aparar as unhas do seu cãozinho também é importante, mas deve ser feito por pessoas especializadas para isso. Cada parte do corpo precisa ser higienizada. Muita atenção ao final do banho, sempre retirando bem o sabão ou shampoo com água. É importante também secar o animal ao final do banho. Use toalhas secas para tirar o excesso de água e pode usar um secador para ajudar a deixar seu bichinho mais seco. Mas lembre-se que não pode ser muito quente.

O ideal é você pegar as orientações específicas com o seu médico veterinário e procurar por profissionais de um Petshop especializado para garantir um banho gostoso e saudável para o seu animal. Confira os serviços de banho e tosa do Pet Place aqui no nosso site.

Deixe uma resposta