Canil La Cadiera

Esta é uma dúvida e um hábito comum de muitos proprietários de cães e gatos.
Infelizmente, hoje em dia, até para os animais está perigoso sair na rua.
Principalmente se estiverem desacompanhados. Mesmo animais “acostumados” correm grande risco, veja abaixo alguns exemplos do que geralmente atendemos na nossa rotina clinica que advém da não utilização das coleiras e guias.
• Atropelamento;
• Envenenamento;
• Brigas entre cães e/ou gatos;
• Ataques às pessoas;
• Cruzamentos com futuras crias indesejáveis;
• Transmissão de zoonoses (doenças transmitidas dos animais para o homem);
• Adoção por pessoas que inocentemente os levam pensando que o animal não tem dono;
• Animais que se perdem;
• Maus tratos;
Nos casos de fuga e para evitar que eles fiquem perdidos temos várias opções: podemos colocar uma placa de identificação na coleira contendo o nome do animal, telefone do proprietário inclusive código de área.
Se seu animal fugir e tiver esta placa, é meio caminho para encontrá-lo.
Uma pessoa que o achar, poderá entrar em contato e assim o devolver.
Existem os microchips que são implantados em baixo da pele do animal, facilitando a identificação do mesmo.
É um procedimento que não deixa cicatriz e quase indolor. O microchip é do tamanho de um grão de arroz e lido através de uma leitora especial.
Cada microchip possui um número que não se repete, portanto cada um tem o seu número.